Como monetizar o seu trabalho como escritor

Posted on Posted in Marketing Literário, Mercado Editorial

Se você está começando a sua carreira de escritor com certeza já fez a seguinte indagação: “Como vou ganhar dinheiro com o que eu crio?”. Por isso fico feliz em lhe dizer que vai ficar tudo bem. Sério mesmo. Sendo a escrita é o seu projeto paralelo ou a sua profissão, é possível ganhar dinheiro com ela.

Mas antes você precisa ter claro que precisará investir o seu tempo em fazer um bom site, manter as suas redes sociais organizadas, sabe a plataforma de autor? Pois então, vai ter que investir nela.  E em você também, em interação em grupos e eventos. Sabe, todos eles são super importantes para o seu desenvolvimento como escritor. Ainda mais se você busca ter algum retorno financeiro.

Por mais que se tenha a ideia de que vender livros seja a única forma com que o escritor possa ganhar dinheiro, a verdade é que nem sempre é assim. E cada vez mais é necessário ter um plano A, B, C e D. Especialmente no começo. Por isso selecionei algumas dicas de como os escritores podem monetizar o seu trabalho com a escrita.  Isso não quer dizer que você está desvalorizando o trabalho como escritor, autor. Mas sim que há diferentes possibilidades de se gerar uma fonte de renda com a escrita e por tabela ainda tornar o seu trabalho (e persona!) conhecidos.

Trabalhos freelancer

Essa primeira dica eu recebi enquanto estava na metade da graduação e desde então compartilho sempre.  Trabalhar como freelancer não é um mar de rosas, já que como tudo tem seus pontos negativos e positivos, mas já me ajudou muito. É uma ótima forma de ganhar dinheiro a curto prazo.

Hoje em dia existem várias plataformas em que você pode se cadastrar e buscar projetos que estejam de acordo com as suas experiências, habilidades e com o quer trabalhar e claro ser remunerado. Muitas vezes você vai ter que negociar com o cliente, mas sempre é legal para quem busca projetos para escrita. Especialmente para quem ama escrever, já que há a possibilidade de conhecer novas ideias e “mundos” por se dizer. E isso é sempre interessante. Além de claro, conhecer o lado “B” de alguns meios.

Ghostwriter

Uma forma de se exercitar a escrita e ganhar em troca,  ser um “escritor fantasma” é um bom projeto para quem busca monetizar a escrita. Você pode começar aos poucos, quem sabe compartilhando no seu site que está disposto a atuar de tal forma ou até mesmo buscando indicações de conhecidos do meio. O fato é que ser um ghostwriter não permite que você usufrua do possível sucesso da obra desenvolvida mas contribui para o seu crescimento como autor.

Participe de projetos no ramo da escrita

Sabe aquele velho ditado “quem não é visto não é lembrado”? Pois então, participar de projetos relacionados a escrita podem ajudar você a se tornar mais conhecido e de quebra ainda lhe trazer alguma renda. Para começar, busque conhecer o meio literário da sua cidade, como as oficinas de escrita e os clubes de leitura. Nesses locais há muita troca de experiência e capacidade de surgir contatos profissionais e diferentes oportunidades. Mas não se esqueça da interação a nível nacional. Um exemplo são os grupos nas redes, concursos literários, as antologias e até mesmo os projetos que buscam valorizar a escrita.

Algo bem interessante é que por mais que não se deve buscar esses projetos com a intenção de se ter um retorno financeiro pré-determinado eles são sempre formas de interação e de ganhos a médio e longo prazo. Além de gerar mais contatos e possíveis parcerias.

Publique, publique, publique

Você é um escritor, comece a publicar o que você produz. Aqui na Escritor Publicado trabalhamos com publicação digital e sabemos a importância de tal. E se você escreve, é capaz de publicar. E isso depende muito de o que você almeja. Às vezes é melhor começar publicando aos poucos, lançando coletâneas de contos e participando de grupos que publicam para depois lançar um livro independente. Mas para isso é importante começar a publicar, a escrever.

Há a possibilidade de publicar de forma independente e a partir daí gerar uma renda é viável. Mas deve ser feita com cautela, por isso é interessante prestar atenção no processo como um tudo. E isso não requer grandes investimentos financeiros mas sim tempo e determinadas habilidades de edição, revisão e marketing.

Você pode começar buscando espaços em diferentes blogs, sites, trabalhos freelancer e até mesmo publicar por si. Também é interessante se valer das próprias redes sociais como “cartão de visita”. O seu trabalho de escritor é uma ótima oportunidade de compartilhar e desenvolver conteúdo de qualidade.


Espero que tenham gostado das dicas. Lembrando que monetizar não significa desvalorizar o trabalho como autor, criando contos, crônicas, histórias ou sagas completas. É só uma forma de se ter um bom retorno financeiro enquanto se divulgar o próprio nome e trabalho.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *