Escritor, crie suas próprias oportunidades!

Posted on Posted in Mercado Editorial

Mês novo, novas oportunidades e projetos. A página do calendário virou e você como está? Segue o mesmo(a)? A essas alturas do ano aquela pausa básica para reavaliar aonde está indo e aonde quer chegar é mais do que necessária. Por isso, gostaria de propor uma reflexão: Quantas vezes você se pegou sentado pensando em porque as coisas não são como você queria?  Ainda mais quando somos escritores.

Claro que nem sempre é assim. Felizmente há casos de pessoas que estão conseguindo realizar seu sonho de ser escritor. Se  você é um deles, ótimo. Só seguir adiante. Lembrando sempre de se manter atento a uma série de temas que abordamos aqui no blog, como branding, planejamento, gerenciamento de redes que tudo vai seguir dando certo. Caso contrário, calma escritor, vai ficar tudo bem. Basta reavaliar e reformular os seus processos e ações.

Independente de qual seja sua situação, já pensou em criar as suas próprias oportunidades?

Recentemente cobrimos uma palestra aqui na Escritor Publicado em que uma escritora (e planejadora financeira e jornalista), Patrícia Lages, falou que escrever um livro é empreender. E cada vez concordo mais, pois não existe essa de “só ser escritor”. Quase todos que conheci até agora tem sempre algo a mais, seja emprego, formação, ideia inovadora ou brilho no olhar diferente dos demais. E isso é que torna a escrita da pessoa tão singular. Quando estudamos grandes escritores percebemos que a maioria passou por algum tipo de situação que o/a fez agir diferente. Que os forçou a ser criativo e pensar fora da caixa além da escrita. Seja criando pseudônimos, publicando em folhetins, estudando muito, a lista de ações segue. Cada um deles criou uma oportunidade para si. Pois entendiam que se não fosse eles a fazerem isso, não teriam a sua escrita conhecida.

A mudança de pensamento, de passar a criar oportunidades ao invés de esperar elas surgirem é algo que todo escritor deveria buscar implementar. Afinal, quem quer ter a escrita conhecida é você, não os outros. Logo, faz sentido buscar ter a própria escrita reconhecida.

Mas como?

Pense em como você pode fazer seus textos e livro atingirem um número maior de leitores. Participe de grupos, de coletivos, blogs. Faça além do básico de manter suas redes atualizadas e compartilhar suas publicações. Já pensou em compartilhar seus textos no Medium? Em buscar publicar em blogs mais consolidados? Ou em criar um grupo no Facebook com outros autores e leitores ou mesmo participar de forma mais ativa de um?

Olhe ao seu redor e veja o quanto de oportunidades existem, basta sair da caixa ou até mesmo virar ela de cabeça para baixo. Se já tentou fazer a), busca b), c), d), e), f) e g)… Tem todo um alfabeto de oportunidades.

Às vezes é necessário um pouco de distância, respirar fundo. Deixe o seu blog e escrita “de férias” por uns dois dias. Se desconecte um pouco e busque aonde você pode empreender, criar. Crie as suas próprias oportunidades. Coloque em uma folha aonde você quer chegar e qual a sua situação atual. A partir disso você vai pensar no que pode fazer de diferente e a mais. Pense em que você pode fazer que ainda não foi feito, peça ideias e dicas dos seus leitores e colegas escritores, afinal são essas as pessoas que possuem maior contato com o seu trabalho.

Crie, inove, busque inspiração, vire suas ideias de cabeça para baixo. Quando tudo estiver fora de eixo volte a reorganizar e a buscar o seu próprio desenvolvimento. Assim, você estará criando as suas próprias oportunidades e não só vivendo das dos outros.


Ter a coragem de sair da zona de conforto é um ótimo primeiro passo, criar e ver resultado dando certo é melhor ainda. E aí? Qual oportunidade você vai criar?

 

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *