“E se meu livro não vender?” Como resolver esse problema!

Posted on Posted in Mercado Editorial, Redes Sociais

Vender, vender, vender. Junto de escrever esse deveria ser um dos verbos em que os escritores mais possuem fluência. Mas sabemos que nem sempre é assim. Acontece, cada um com a sua habilidade. Após escrever, editar, fazer capa, registrar na biblioteca nacional, o próximo passo é justamente começar a divulgar o seu livro e (claro!) começar a vender tal.  

Então você senta, se dedica, estuda, termina com os seus objetivos determinados, metas detalhadas, planejamento pronto e posts publicados. Ótimo não? Tudo pronto para começar a ver dinheiro entrar na sua conta bancária, afinal, você fez a sua parte. Portanto agora é só sentar, pegar um café e esperar enquanto o seu livro vende sozinho.

Quem dera…

Independente do tipo de publicação que você escolher, você escritor vai ter que sempre saber vender o seu livro.

Isso mesmo, não importa se você conseguiu aquele contrato incrível com uma editora tradicional, decidiu publicar por uma editora paga, publicou pelo Wattpad, está traçando a rota da publicação independente ou está apostando todas as suas fichas em e-books. Você vai ter que saber vender o seu livro.

Os livros não se vendem sozinhos. Eles são objetos inanimados e por isso não possuem tal habilidade. Eles precisam de pessoas ali no campo de batalha divulgando, criando anúncios, falando pra todo mundo que o livro lançou. Fazendo tudo que for possível. E a melhor pessoa para isso é você. Afinal é o seu sonho. E você não vai deixar o seu sonho para terceiros, não é mesmo?

Tá com medo? O escolhido foi você. Então levanta, pega um café e comece a pensar em como você vai vender o seu livro. A comunicação você já fez, agora é a hora de fazer ele ser lido.

E nessas horas a dúvida de muitos de vocês é: ” E se meu livro não vender?” 

Calma. Acima de tudo mantenha a calma. Claro, que se bem planejado e alinhado a sua comunicação vai vender o seu livro de forma tranquila. Mas fazer a divulgação, o planejamento, determinar estratégias é o mínimo. Por isso não se desespere se você não conseguir vender logo de primeira. Não desanime, o mercado é competitivo mas tem lugar para todos.

Por isso é importante que você mantenha o foco, procure saber o que você pode fazer para melhorar as suas ações de comunicação. E corrija a sua trajetória. Mas compreenda que vender o seu livro também significa se vender. E essa é a maior verdade que eu poderia compartilhar contigo.

Vender o seu livro é se vender.

Tudo, absolutamente tudo, que você constrói ou até mesmo deixa de construir para a sua marca de escritor fala algo. Passa uma imagem, impressão, ideia. E tal acaba por ajudar ou atrapalhar na hora da venda do seu livro. A ideia é que ajude. Por isso, é muito importante ter cuidado com o que você está transparecendo.

Pois mais do que nunca a sua Imagem, a marca de escritor, está atrelada ao sucesso do seu livro. Parece fútil, eu sei. Mas é a realidade. A maioria das pessoas compram livros pois conhecem ou ao menos ouviram falar dos autores. E em tempos de redes sociais, isso tem se tornado padrão.

Os leitores buscam uma conexão com o que leem. E por mais que tal possa e deve ser estabelecida através da escrita, da construção da narrativa, do desenvolvimento de personagens, sabemos que no momento da compra em si o leitor não consegue ter acesso a tais. Nessa hora ele se baseia por alguns fatores: capa, sinopse, autor, primeiras páginas (shhh!) e opiniões.

Sim, ele pode até mesmo buscar opiniões de terceiros…

Mas não vai ter tempo de criar uma conexão com a sua história ali, na hora. Por isso a importância da marca, da divulgação, de tudo. Você pode se destacar, chamar a atenção, ser diferente dos seus concorrentes. E o melhor, fazer isso seguindo o branding. Incrível não?

Acontece que todos somos passíveis de erros ou equivocações. Normal, aceitável. Você não precisa se martirizar escritor, pensar que você é um desastre só porque os seus livros não estão tendo o sucesso desejável e alcançável. Muito menos desistir, jogar o marketing digital pro alto e começar a publicar loucamente que nem publicava antes. Calma aí escritor, às vezes a capa não atrai tanto o público quanto você (ou a editora) imaginava, às vezes cai de o concorrente lançar um livro mega incrível na mesma semana. Isso tudo é comum.

Faça as pessoas saberem que seu livro está à venda.

Mais do que se vender, é necessário garantir que as pessoas saibam que o seu livro está à venda. Antes de ele chegar nas prateleiras, marketplaces ou plataformas virtuais. Para isso você pode agir de diferentes formas. Você pode se valer de campanhas, gerar leads. Para fazer isso é muito importante procura saber e ter algo que o seu público possa se interessar. Quem sabe o primeiro capítulo do seu livro? Ou as primeiras dez páginas? Pode ser também algum material específico relacionado aos seus personagens.

Você pode oferecer esse material em troca do email, o contato, dos seu público. E avisar eles quando o seu livro for lançado. Isso pode ajudar muito na hora de inclusive fazer pré-venda. E funciona de forma “ganha-ganha”, por exemplo: Você entrega o primeiro capítulo (leitor ganha) e você fica com email da pessoa e avisa que o seu livro está disponível. Para isso você vai ter que utilizar alguma plataforma como o LeadLovers ou mailchimp e fazer uma publicação nas redes sociais. Se quiser, você pode até fazer um ad utilizando essa publicação.

Outra estratégia que você pode utilizar é fazer uma campanha de anúncios. Com ela você pode ir avisando aos poucos, compartilhando detalhes da criação do livro por exemplo, e ir criando um buzz em torno do lançamento. Claro que você não vai ficar um mês, ou mais, falando só do seu livro. A regra 20-80 ainda é muito válida e merece ser respeitada. Logo, mescle os conteúdos. Fale sobre o lançamento mas também de outros temas. Determine uma verba para a campanha, inclua ela nos gastos do seu livro. E faça os anúncios, planejando inclusive tais entre diferentes plataformas, assim você acaba com um maior alcance. E não esqueça do seu público.

Foque no seu público.

Se você quer vender é básico focar os seus esforços no seu público. Por isso segmente bem ele nas plataformas. Se seu livro é um young adult para mulheres, pessoas com mais 40 anos não precisam receber o seu anúncio.Você pode até argumentar que tais podem comprar para sobrinhos, netos, filhos. Mas dessa forma você gasta mais o seu dinheiro, fazendo uma aposta que a pessoa vai olhar seu ad e lembrar que tem que comprar um livro para o aniversário da sobrinha daqui a uns dois meses. Sabe? Não segmentar é apostar o seu dinheiro. Sem retorno garantido.

Logo, é melhor ser pragmático. Foque os seus esforços no seu público. Aquele que dá like, que compartilha, que você sabe que é um público-alvo de verdade. Que você vai conseguir vender seu livro. Por sinal, é a parte da divulgação é uma ótima hora para aumentar mais ainda a sua presença online, do seu rosto mesmo em stories e lives. De vender a sua marca, mais até que o normal e aumentar o alcance orgânico também. Assim, você recompensa o seu público pela presença e fideliza quem está chegando através de anúncios. O seu público vai perceber e vai se sentar valorizado. E isso que vai fazer o seu livro vender. Por isso, repito: foque no seu público. Ele vai se encarregar de comprar o seu livro ou ao menos de dar a dica para a tia que quer tal de aniversário.


Essas foram as minhas dicas para ajudar o seu livro a vender.Tem alguma que você queira compartilhar? Se sim, conte nos comentários.

Comments

comments

One thought on ““E se meu livro não vender?” Como resolver esse problema!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *