7 erros comuns que você pode estar cometendo no Facebook

Posted on Posted in Facebook

Escritor, todo mundo comete erros, ok? Mas assim, alguns são já recorrentes nas redes sociais, especialmente no Facebook. Por isso, separei 7 erros comuns que você pode estar cometendo na plataforma e como evitá-los. Afinal, sempre podemos melhorar o conteúdo publicado.

Mas antes, só queria lembrar que o Facebook tem uma série de diretrizes de como manter a sua fanpage. E não segui-lá é o primeiro erro. Evite isso.
  1. Não responder mensagens e comentários

    Comunicação e interação requerem ao menos 2 interlocutores, certo? Então porque você não responde a mensagens e comentários? (e já que estamos aqui, não se esqueça da sua caixa de emails). Nas redes sociais responder é sinal não só de que você, e a sua marca como autor, está presente mas como que se importa com a opinião de quem lhe acompanha.
    E sim, isso envolve responder inclusive comentários que não são simpáticos. Isso fala muito da sua marca para os leitores inclusive para as editoras.

  2. Incluir mais de um link em uma mesma publicação

    Postar dois, ou mais, links em uma mesma publicação é pedir para deixar o seu leitor confuso. Afinal, aonde ele clica? Qual link vai para a compra? Entende? Ao invés de fazer uma publicação com dois links é muito mais proveitoso você fazer duas com os respectivos links. Muito mais prático a longo prazo e garante o engajamento.
    Outra dica é colocar o link sempre do começo para o meio da publicação. Nunca como a última linha do post. Para isso você pode até incluir algumas hashtags entre o link e o fim.

  3. Usar links completos e não o Bit.ly.

    Já falamos do Bit.ly aqui. Ele é um encurtador de Url que faz com que você possa compartilhar de forma prática o seu conteúdo. Deixando as suas publicações fáceis de ler.
    Links completos, em que a url aparece por extenso tornam as publicações confusas, parece que elas não tem fim. Além disso, o Bit.ly te ajuda a medir de forma precisa quantos clicks a sua publicação teve. Muito prático não?

  4. Só impulsionar publicações

    Minha conta bancária quase chora em solidariedade quando vejo que uma publicação foi só impulsionada. Ponto. Só impulsionar uma publicação não é uma boa ideia, raras são as vezes em que é. Pois significa que você só impulsionou aquele conteúdo. Isso não significa que a pessoa conseguiu mais pessoas curtindo a página, ou cliques no seu site ou compras e sim que a pessoa conseguiu mais engajamento a curtíssimo prazo e que nem sempre é rentável.
    Impulsionar não é uma estratégia a longo prazo, é de curto prazo e com resultados cujo valor deve ser avaliado. Pensar a longo prazo é criar campanhas de anúncios, com leads e com uma estratégia e orçamento bem delimitados. E não só impulsionar.

  5. Criar conteúdo que foque só no seu trabalho

    Em uma frase eu posso resumir porque esse é um péssimo erro de se cometer: pois você não sai da bolha. Pronto. Ao criar conteúdo voltado somente para o seu trabalho, os seus artigos, os seus livros, você fica muito preso nos seus leitores. E isso dificulta o processo de ser conhecido por mais leitores, mais pessoas. Por mais que os seus leitores possam te indicar, compartilhar o seu conteúdo não é o mesmo que conseguir leitores através da associação que um tema pode te trazer. Ao compartilhar diferentes conteúdos você também acaba por não saturar as suas redes, enjoando as pessoas com os mesmos temas, e por fazer com que leitores de outros blogs, sites e autores conheçam as suas plataformas.

  6. Marcar todos os seus amigos em postagens da sua fanpage.

    Ok que amigos são ótimos, eles podem te indicar, dão likes, compartilham seus textos (espontaneamente) quando querem. Mas não force muito. É comum ver escritores marcando seus amigos constantemente em publicações, através de tags, e eventos e nem sempre isso passa uma boa imagem. Quem vê pode pensar que aquele autor tem poucos leitores e que por isso está tendo que marcar conhecidos, que talvez nem curtam o tema abordado.
    O mesmo em relação a comentários, fica estranho ver sempre o autor como pessoa física marcando as pessoas mais próximas. Até mesmo pois ele acaba cometendo o erro número 7 da nossa lista, que segue abaixo.

  7. Não separar as devidas personas.


    Um erro bem comum, mesmo, e que me dá agonia quando vejo é quando o escritor não separa as personas. O que quer dizer? Quando ele não diferencia a pessoa física, com família, amigos, fotos de criança e ou em eventos da pessoa jurídica (por se dizer) escritor que faz campanha, parceria, interage com outros escritores e com seu público. Eles são pessoas diferentes, pelo menos em termos dos objetivos de cada ferramenta da rede, com a 1º fazendo o uso do perfil pessoal e a 2º da fanpage. Mas cuja até mesmo a linguagem e o que é compartilhado difere. Mesclar muito os dois pode acabar afetando algum ângulo da sua vida, bagunçando-o até. Por isso tenha cuidado, calma e se planeje. Se quer investir de verdade na carreira de escritor é importante saber diferenciar as duas personas.

Esses foram os 7 erros mais comuns do Facebook que as pessoas cometem. Conhece algum outro? Se sim, compartilhe com a gente! E não se esqueça de nos seguir nas redes e conhecer os nossos livros.


Já está sabendo?

Para comemorar a nossa oficina na Feira do Livro de Porto Alegre, vamos disponibilizar os dois ebooks da Escritor Publicado de forma gratuita de 07/11 à 09/11. Essa é a oportunidade de garantir o livro “Facebook para Escritores“: http://amzn.to/2x4JWW5

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *