O maior erro dos Escritores nas Redes Sociais – e como evitá-lo.

Posted on Posted in Redes Sociais

Quando a gente começa a conversar com autores, tem a impressão de que muitos pensam que basta fazer uma fanpage no facebook e postar os seus links para compra do livro na Amazon e todo o resto será feito com o impulsionamento de posts.
Não é assim tão fácil. Nas redes sociais, você não está competindo apenas com outros autores, você está competindo com uma série de estímulos na timeline dos seus possíveis leitores. O post do vizinho, o textão sobre assunto polêmicos, os memes, os gif de gatinhos: estão todos lá na timeline dos seus públicos. Será que seu post com link da Amazon vai se destacar no meio disto tudo?

A resposta é curta e grossa: não!

Um post desse tipo vai gerar pouquíssimo resultado. Como comentei, nas redes sociais você tem histórias das pessoas com quem o seu cliente convive, ou gostaria de conviver, disputando, a tapa, a atenção dele.

Você precisa ter mais do que uma fanpage com milhões de anúncios.

Você precisa usar as redes sociais como canais de relacionamento com os seus públicos. Relacionamento é mais do que “eu vendo e você compra”, é engajamento. Para isso, é preciso abrir um espaço de troca e tratar dos temas que movem os seus públicos, convidando eles para conversa. Para isso também é necessário conhecer os diferentes perfis das redes sociais.
A gente compra de quem a gente conhece. A gente compra um livro porque quer conhecer ou ler a visão de mundo daquele autor. A gente compra de quem compartilha das nossas opiniões, de quem nos traz conteúdo de valor, daquele autor com quem a gente se sente livre para conversar. A gente não compra de ilustres desconhecidos, a não ser que eles venham muito bem recomendados. Seja por canais tradicionais, ou por pessoas que fazem parte das nossas vidas, como nossos amigos ou aquela personalidade da internet que seguimos há tantos anos.
O verdadeiro poder das redes sociais está ai, em te aproximar de pessoas que, embora possam estar fisicamente longe, pensam ou vêem a vida de forma similar a você, seu público. É esse nicho de pessoas que você deve ter em mente quando começa o seu planejamento de comunicação. Foque neles, fale com eles, compartilhe conteúdos pelos quais eles se interessam. Seu objetivo na internet deve ser, mais do que vender, criar uma comunidade. Um grupo fiel de leitores vale muito mais do que aquelas milhares de curtidas pagas de perfis duvidosos. Um leitor fiel pode se tornar um embaixador da sua marca e do seu trabalho e é com eles que as comunidades crescem organicamente.

Como você está usando as suas redes sociais? Quer uma avaliação gratuíta do seu facebook ou instagram? Responde ao nosso form em: https://goo.gl/forms/z8vM5BuuvsZpTZph1


Saiba mais sobre:

Fazer Fanpage no Facebook

Como e onde encontrar seus leitores?

Como usar cada Rede Social Parte 1 | Parte 2

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *